Fazer refletir no texto o contexto sem, entretanto, usar o pretexto de textualizar sem contextualizar - Laércio Castro

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Saúde do homem: fuja da estatística da morte


A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. A cada cinco pessoas que morrem entre 20 e 30 anos, quatro são homens. Homens vivem em média 7 anos menos que as mulheres. Sabe por quê? Porque o homem não cuida da própria saúde. Homem que se cuida não perde o melhor da vida.

Essas advertências fazem parte da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, lançada em 2009, pelo Governo Federal, com o objetivo de facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde. A nova política também enfatiza a necessidade de mudança de paradigmas no que se refere à percepção dos homens em relação ao cuidado com a própria saúde e de sua família.

Segundo o urologista Ricardo Madeira, essa campanha visa alertar o homem sobre a necessidade da prevenção. "Se esperar os sintomas aparecerem - independente da doença -, a chance de cura estará muito reduzida, por isso é tão importante se prevenir".

Assim, baseado na frase do epidemiologista inglês Geoffrey Rose, "um grande número de pessoas expostas a um pequeno risco pode gerar mais casos que uma pequena quantidade de pessoas expostas a um grande risco", o Ministério da Saúde considera a estratégia de prevenção a mais efetiva e segura.

O grande problema é que cuidar da saúde tornou-se uma questão cultural. Enquanto as mulheres aprendem, desde cedo, que é preciso ir regularmente ao ginecologista - e depois, quando se tornam mães, que é preciso levar os bebês ao pediatra -, os homens são criados sem esse hábito. Como consequência, muitos deles sofrem com males que poderiam ser evitados caso houvesse atitudes preventivas.

No Brasil, os problemas cardiovasculares estão entre as principais causas de morte - e entre os homens a incidência é maior. A prevenção pode ser feita com check up periódico para controle dos fatores de riscos, como sobrepeso, obesidade, diabetes, colesterol, hipertensão arterial, entre outros. Há 20 anos, o aposentado Wanderley Martins Gomes visita regularmente um cardiologista. O primeiro passo foi dado quando ele passou mal e foi levado às pressas ao hospital. "Na época, foi detectado que eu tinha pressão alta e, desde então, todos os anos faço eletrocardiograma e ecocardiograma, e tomo remédio diariamente". O risco também fez com que Gomes mudasse a alimentação, e não abusasse do sal. No entanto, nem todos têm a mesma sorte, por isso é preciso estar sempre alerta e se antecipar ao susto, inclusive para evitar o temível câncer de próstata.

O grande tabu -
O câncer de próstata é o câncer mais frequente no homem e representa mais de 40% dos tumores que atingem o sexo masculino em idade superior aos 50 anos. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se que 50 mil novos casos aparecem por ano no Brasil.

A ida ao urologista deve começar aos 45 anos, mas se houver casos da doença na família, a primeira visita deve ser aos 40. Segundo o especialista Ricardo Madeira, o diagnóstico é feito em três etapas. A primeira é um bate papo sobre os possíveis sintomas, depois o paciente faz o PSA (exame que mede a taxa de antígeno prostático no sangue - não pode ser superior a 4ng) e por último é feito o toque retal. "É importante ressaltar que o PSA não substitui o toque retal, eles não complementares", explica o urologista.

Se os exames estiverem alterados, é feito uma biópsia da próstata através de um aparelho de ultrassom que detecta pontos suspeitos e colhe-se amostras do tecido para confirmar a doença e seu estágio. "O câncer de próstata é uma doença que geralmente apresenta evolução lenta, e que não produz sintomas na fase inicial, por isso é tão importante ir anualmente ao médico". E completa: "Se diagnosticado no começo, o câncer pode ser tratado através de quimioterapia ou cirurgia para a retirada da próstata".

"A medicina preventiva é a medicina inteligente. Feito o diagnóstico precoce do câncer de próstata, é feito o tratamento e o paciente fica curado. O homem que espera os sintomas aparecerem muito provavelmente não ficará livre da doença", salienta Madeira.

Os vilões da saúde -
A iniciativa federal é uma resposta a uma alarmante realidade: as doenças que mais afetam o sexo masculino são um problema de saúde pública, como câncer, diabetes, colesterol, pressão arterial elevada e doenças do coração. Todos esses males são ocasionados ou agravados pelo consumo excessivo de bebida alcoólica e cigarro.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de dois bilhões de pessoas consomem bebidas alcoólicas no mundo. Os homens iniciam precocemente o consumo de álcool e, por isso, tendem a beber mais e a ter mais prejuízos em relação à saúde do que as mulheres. A prevalência de dependentes de álcool também é maior para o sexo masculino: 19,5% dos homens são dependentes de álcool enquanto 6,9% das mulheres apresentam dependência.

Em relação ao tabagismo - considerado pela OMS a principal causa de morte evitável em todo o mundo -, os homens também usam cigarros com maior frequência que as mulheres, o que acarreta maior vulnerabilidade às doenças cardiovasculares, pulmonares, bucais, câncer, entre outras. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% da população masculina e 12% da feminina fumam no mundo.

Portanto, se você é homem, fuja desse paradigma, cuide bem da saúde e consulte o médico regularmente. Lembre-se, a vida é o bem mais importante que possuímos e não vale a pena entrar para as estatísticas graças ao preconceito.

Fonte: Reportagem de Júlio Ferreira  Recife - PE    para o  Brasilwiki

Imperatriz ganha a mais moderna imobiliária da cidade e da Região Tocantina

Empresário Ademar Mariano
Inaugurada na noite de ontem (28) as novas instalações da Imobiliária Ademar Mariano. Uma das mais conceituadas empresas do ramo imobiliário do Maranhão, instalada a 30 anos em Imperatriz.

Ademar Mariano recebeu com grande estilo, amigos, empresários e políticos que lhe prestaram  justa homenagem pela garra e competência ao longo dessas três décadas.
Ademar anunciou, oficialmente, a parceria firmada com a Ronierd Barros, que atua na área de Consultoria Imobiliária e, dessa forma, fortalece o empreendimento com estrutura sólida, representada por essas duas empresas. 

Nasce, portanto a AMRB que, em curto espaço de tempo já tem implantado em Imperatriz, grandes empreendimentos e vem atraindo novos e sólidos investidores para a cidade.
Empresário Ronierd Barros
Para Ronierd “a parceria com o Ademar, foi uma das melhores coisas que já ocorreu em sua trajetória como empresário. E não dá nem para explicar como surgiu essa parceria. Começamos a conversar,  a fazer alguns planos e negócios e de repente nos sentimos sócios. Foi simples e natural, assim”.

Ademar agradeceu muito, a todos os amigos que o honraram com suas presenças e disse que  "é motivo de grande alegria, completar 30 anos de trabalho junto a comunidade imperarizense, bem como, é honroso, ao logo desse tempo, ter conquistado grandes amigos e ter crescido com a cidade, mas, também, ter ajudado a cidade a crescer”. 

Em  novo endereço,  a Imobiliária Ademar Mariano, é, sem dúvida, a mais moderna e bem estruturada empresa do ramo, em Imperatriz, estabelecida, agora,  na Rua XV de novembro, na Beira Rio.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A criança jogada no lixo


                                                                           Li, gostei e postei!
         Caçamba onde a pequena Vitória foi encontrada
                  por Andrey, o Catador de latinhas
Uma criança jogada no lixo;  um catador de latinha; uma professora sensível. À criança não lhe competia sequer a vida – o lixo foi seu destino. O catador de latinha, no lixo se encheu de amores. À professora competiu emprestar o colo, esboçar os primeiros carinhos.
A criança está salva.  Na UTI, mas salva. A ironia da vida aprisionou o catador: abandonado pela esposa e filhos, foi posto pra fora de casa e mora na rua. A criança, posta na rua encontrou vários lares querendo lhe abrigar, mas o catador não! A professora chorou de emoção - eu vi na TV, mas a criança não chorou no lixo. Deve tê-lo feito no hospital.
Amanhã a criança vai ter um lar; vai à escola, vai viver. A professora vai se aposentar levando consigo essa ventura, mas o cata dor? Continuará catando latinhas em sua dor? Ou se acostumará catando dor? Será que um dia ele não poderá encontrar no lixo um bilhete da sua filha? Afinal, a rua é seu lugar e o lixo  seu endereço para receber correspondências. Diante dessas ironias da vida, sentimo-nos incomodados com o destino. Pra uns, como a criança, o destino do lixo foi sua salvação; pra outros, detentores do lixo por destino, como se comportarão sem sim e COM TANTO SENÃO? O cata dor tem nome, sobrenome e é maior de idade. A criança não tem nome, nem sobrenome e é menor de idade. A criança sai do lixo para a vida (talvez o luxo) em um lar; o cata dor sai do lar para o lixo sem par.
Quando mais tarde a criança crescer será que saberá de sua história real? Como vai administrar sua vida sabendo que um dia a própria vida a reduziu a um container de lixo? O cata dor não! Ele já sabe da sua saga de “maior de rua”. Certamente não vai querer envelhecer catando latinha no lixo. Este não lhe tirou a sensibilidade, o carinho, a noção de amor... Melhor catar criança? Melhor catar amor? Melhor catar destino?
Quem sabe com esse “currículo” a família não lhe “cata”, não lhe perdoa por prováveis erros, não lhe retoma o afeto que a lata de lixo não conseguiu subtrair dele?
Crônica de Carlos Sena

quarta-feira, 27 de abril de 2011

MPA cancela mais de 70 mil Carteiras de Pescadores

  Ideli Salvatti - Ministra da Pesca e Aquicultura
A partir desta quarta-feira (27/04) todos poderão acessar a lista com os nomes dos pescadores profissionais ativos no Registro Geral de Pescadores, RGP. Um compromisso firmado pela Ministra Ideli Salvatti em janeiro deste ano quando informou as novas regras para que os pescadores tirassem a carteira de pescador profissional.  Durante a coletiva que anunciou o acesso ao cadastro foi assinada portaria da Secretaria de Monitoramento e Controle – SEMOC com a suspensão de mais de 70 mil carteiras, entre os motivos estavam vínculo empregatício, óbito e recebimento de benefício do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS.
 
“Estamos promovendo uma espécie de Seguro Defeso da Carteira de Pescador, eliminando do cadastro as pessoas que não tem direito ao benefício, através de um trabalho minucioso”, afirma Ideli. O total de carteiras já canceladas em 2011 é de 86.917, somente nesta última portaria foram suspensas 72.270. Os cancelamentos são resultados do cruzamento de dados do Registro Geral de Pescadores Profissionais com o Cadastro Nacional de Informações Sociais – CNIS.
 
Durante o levantamento foi constatado que 41.360 dos inscritos recebiam algum tipo de benefício previdenciário, 2.273 estavam registrados como óbitos e 28.637 possuíam algum tipo de vínculo empregatício. De acordo com a Instrução Normativa do MPA nº02/21011 as licenças deverão ser suspensas nestes casos.
 
A disponibilização do nome dos Pescadores Profissionais ativos inscritos no RGP trará maior transparência ao processo e permitirá uma fiscalização também por parte da sociedade. O acesso ao cadastro será feito por meio do site do Ministério da Pesca e Aquicultura, www.mpa.gov.br. Através do banner localizado a direita com o nome “RGP lista de inscritos”. Atualmente são 941.469 pescadores profissionais registrados, o usuário tem quatro opções para pesquisa, o nome, CPF, estado ou município e poderá escolher por um ou mais, caso queira tornar a pesquisa mais objetiva.
 
“A partir de agora a população será nossa aliada neste trabalho, nos ajudando com a fiscalização, qualquer pessoa pode acessar o registro. Desta forma iremos moralizar e fazer o reconhecimento efetivo da profissão, valorizando quem realmente sobrevive da pesca”, finaliza a ministra.
 
A Carteira é o documento de identificação profissional do pescador, que lhe dá o direito de exercer a atividade de pesca e permite que ele acesse aos benefícios disponibilizados pelo Governo Federal, a exemplo do Seguro Defeso, um valor pago aos pescadores profissionais durante o período de defeso, ou reprodução de determinada espécie, medida tomada pelo Governo para garantir a preservação.
 
No ano passado estavam cadastrados no RGP mais de 1 milhão de pescadores, destes, cerca de 60% receberam o seguro, pago pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Desta forma estima-se que os cancelamentos de carteiras realizados de janeiro a abril deste ano podem gerar uma economia de cerca de 100 milhões de reais para os cofres públicos. 

Fonte: Ascom MPA

Contagem regressiva para entrega de declarações do IR


O número de declarações do Imposto de Renda entregues até o final do feriadão da Semana Santa ficou abaixo da estimativa da Receita Federal, que era atingir a marca dos 14 milhões até ontem (24). Até as 9h de hoje (25), 13,497 milhões de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2011 foram enviadas à Receita. O número representa 56,23% do total esperado (24 milhões) até o dia 29 de abril, quando termina o prazo de entrega.

O plantão de dúvidas da Receita voltou a funcionar nesta segunda-feira. Os atendimentos tinham sido suspensos devido ao feriadão de Páscoa. O atendimento pelo telefone 146 funciona 24 horas. Já o atendimento presencial nas unidades da Receita vai das 8h às 20h.

Outra saída para o contribuinte com dúvidas é responder ao Questionário de Obrigatoriedade  criado pela Receita Federal, que ajuda a saber se a pessoa está obrigada a declarar. Um tutorial também está disponível no site com orientações sobre todas as etapas, desde o download do programa gerador até a restituição do imposto ou eventuais pendências e regularizações.

A multa mínima para quem não entregar a declaração até o dia 29 deste mês é de R$ 165,74 e o máximo, de 20% do imposto devido.

As declarações só podem ser preenchidas este ano por meio de aplicativo próprio disponível no site da Receita Federal na internet. Depois de preenchida, a declaração deve ser enviada ao Fisco também pela internet, com o uso de outro aplicativo, conhecido como Receitanet  . O contribuinte pode ainda optar por entregá-la em disquete nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

O prazo de envio termina às 23h59min59 do dia 29, horário de Brasília.

Fonte: Agência Brasil



Meta do Governo: 75 mil bolsas de estudo no exterior

A presidente Dilma Rousseff disse nesta terça-feira, 26, que o governo federal pretende conceder 75 mil bolsas de estudo no exterior para estudantes brasileiros. Em pronunciamento na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), Dilma disse que a preocupação do governo é melhorar a capacitação dos trabalhadores. 

Na cerimônia, ela anunciou o lançamento, nos próximos dias, do Programa Nacional de Ensino Técnico e Capacitação Profissional. "O governo, dentro de uma grande preocupação, não apenas com a capacitação profissional e o ensino médio profissionalizante, está preocupado em formar estudantes que serão nossos futuros cientistas", disse, acrescentando que o Brasil vai usar o recurso usado por outros países, que é o de enviar estudantes ao exterior. 

A ideia, explicou, é lançar, até 2014, 75 mil bolsas de estudo para financiar esses estudantes no exterior, particularmente na área de ciências exatas. "Acredito que o setor privado pode comparecer com uma ajuda que nos permita chegar a 100 mil bolsas em 2014. É o desafio que chamo cada um aqui presente", pediu Dilma. 

Fonte: Agência Estado